Direção do hospital se reúne com Prefeitura para apresentar dados sobre atendimento hospitalar durante a Pandemia

Caçapava do Sul Geral Prefeitura de Caçapava do Sul Saúde

O Prefeito Giovani Amestoy, acompanhado da Secretária de Saúde, Inês Salles, e do Procurador Jurídico do Município, Luciano Pavanatto, receberam a direção do Hospital de Caridade Dr. Victor Lang, que apresentou à equipe da Prefeitura dados sobre os atendimentos do hospital durante o ano de pandemia (de março de 2020 a agosto de 2021).

A apresentação, feita pelo médico dr. Jeferson Quevedo, acompanhada pelo Presidente do hospital Florêncio Monego e seu vice Antônio Borges, trouxe comparativos sobre os dados das internações hospitalares desde o início da Pandemia, bem como a diferença no atendimento, que acarretou na possibilidade de muitos caçapavanos se tratarem in loco sem a necessidade de transferência com a seção especial para pacientes em tratamento de covid.

“A Pandemia para todos nós foi uma derrota, mas, se não fosse nossa intervenção, a mudança do protocolo feita pelo hospital, e o auxílio da Prefeitura, com investimento extra que proporcionou melhoria tecnológica para salvar estas vidas, e da comunidade, que com doação de imposto proporcionou cobrir gastos de materiais, a nossa realidade seria mais triste. Com esforços de todos, poupamos muitas vidas”, completou Jeferson.

“Até março de 2020 o hospital tinha uma missão, a partir da pandemia, o hospital passou a ter uma nova visão, com uma nova demanda, visto a necessidade de salvar vidas”, disse o médico, lembrando que em 11 de março de 2020 uma paciente com covid deu entrada no hospital e foi internada por conta da gravidade e nova mudança nos protocolos de atendimento no Estado (priorizando internação de pacientes com covid).

O médico lembrou que no ano de 2020 foram 51 internações e que em março deste ano foram 87 novas internações, quando da ocorrência do novo pico. De acordo Jeferson, o hospital tem atualmente 6 leitos com suporte avançado à vida, semi-UTIs com respiradores motorizados completos, graças a essas mudanças de protocolos do período do covid e também dos investimentos. Isso, de acordo o médico, ocasionou um número de óbito baixo, se comparado à média do Estado, e também um maior número de recuperação de pacientes que necessitam de intubação no hospital local, em relação aos pacientes transferidos para outros hospitais.

Segundo a apresentação da equipe, a população se apropriou da estrutura e passou a colaborar mais e entender a necessidade do hospital, com foco em salvar as vidas. Eles também solicitaram auxílio do município e da população, através das doações, para pagarem dívidas ocasionadas pelos gastos excessivos com medicação e EPIs.

A equipe da Prefeitura agradeceu o empenho dos profissionais de saúde do hospital, e da Prefeitura, durante o combate a Pandemia, e que a Prefeitura segue sendo parceria, inclusive no repasse financeiro feito mensalmente ao hospital, conforme contrato e que, junto ao hospital, soma forças para ampliar com qualidade os atendimentos aqui prestados.

 1,075 Visualizações,  2 Hoje

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *